Reuniões Loja Simbólica:  Segundas feiras às 20h /  Reuniões Lojas Filosóficas: Quintas feiras às 20h

 


 

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 


Nossa Cidade, NOVA FRIBURGO.
A colônia de Nova Friburgo foi criada por decreto real no dia 16 de maio de 1818, quando D. João VI contratou a vinda de 400 famílias suíças para instalar-se nesta área, que na época era conhecida como Fazenda do Morro Queimado.

Em 1824, foi acrescido à Vila de Nova Friburgo um contingente alemão. A partir dessa data, a região passou a receber imigrantes italianos, libaneses espanhóis e japoneses, entre outros, e acolheu a todos com o mesmo carinho com que até hoje trata seus visitantes. Essa colonização se reflete na arquitetura, gastronomia e hospitalidade do povo.

 


· Natureza pura: Nova Friburgo está localizada em uma das maiores reservas da fauna e da flora do planeta. É ideal para respirar o ar puro da montanha, tomar banho de cachoeira, pescar trutas, observar a cidade do alto das montanhas.
· História e cultura: Museus, centro de documentação, feiras de artesanato, festivais de poesia e das culturas colonizadoras, parques e atrações que não existem em outros lugares do Estado.
· Comércio líder: É hoje um destaque nacional no pólo de moda íntima, com centenas de lojas de lingerie, oferecendo qualidade e preços irresistíveis.
· Aventura e lazer: Nossas montanhas, bosques e circuito rurais são perfeitos para caminhadas, prática de esportes radicais, trilhas, trekking, rapel, mountain bike, cavalgadas, enduros, passeios de jeep, escaladas e canoagem, rafting e bóia cross.
· Circuitos turísticos: Roteiros diversificados são encontrados no Ponte Branca, Tere-Fri, Lumiar e São Pedro da Serra, Sabor Mury, Cão Sentado, Caledônia, Moda Íntima de Olaria e Caminhadas do Centro.
· Hospedagem e gastronomia: Infra-estrutura superior a 4 mil leitos e mais de 100 restaurantes de culinária diversificada, aliada ao frio da serra, tornam-se ingredientes perfeitos para degustar fondues, vinhos, trutas e deliciosos chocolates artesanais, a beira da lareira.
· Alegria e diversão: Festa das Colônias, Friburgo Festival, Fevest, Fri-Flor, Fest-Truta, Jogos Florais, Encontro de Dança, Encontro Nacional de Motociclistas, Festival de Inverno - eventos comemorativos que fazem de Nova Friburgo um destino turístico especial.


O SABOR DE VÁRIAS CULTURAS
Chegando a Nova Friburgo, você se surpreende com a receptividade e a acolhida da população, sempre disposta a ajudar. A cidade possui uma das melhores infraestruturas da região. Totalmente preparada, vai recebê-lo de forma calorosa. Nossas pousadas, spas e hotéis, alguns de arquitetura suíça, fazem você se sentir em casa. A Cidade vem marcando presença no cenário gastronômico. As diversas influências culturais foram traduzidas em uma culinária rica em aromas e sabores. Aqui, você pode encontrar desde uma comidinha caseira até os pratos mais sofisticados, preparados pelos melhores chefs da cozinha alemã, suíça, francesa, italiana, espanhola, japonesa, árabe e brasileira, entre outras. O frio da serra torna-se perfeito para você curtir um fondue, tradicionalíssimo na região, ou saborear as trutas criadas nas águas frias e cristalinas das montanhas da cidade. Para acompanhar, um bom vinho e como sobremesa os deliciosos chocolates artesanais são a melhor escolha.


FEIRAS E FÉRIAS
Nova Friburgo é o lugar ideal para oxigenar as empresas que buscam a qualidade e excelência exigidas pelo mundo globalizado e pelos consumidores do século XXI. Antenada com o tempo, a cidade promove regularmente seminários, congressos, conferência e feiras de negócios buscando trazer novos investidores. Um atrativo a mais no município é o pólo de moda íntima. Com mais de mil confecções, é hoje um destaque nacional e já está presente, inclusive, no mercado internacional. Mas, em Nova Friburgo também tem festa. Uma das marcas mais importantes deixadas pela colonização suíça é a sensibilidade do povo, apaixonado pela arte e pela cultura. Nas praças, teatros, colégios, faculdades e jardins, apresentam-se grandes orquestras e músicos consagrados internacionalmente, assim como os artistas locais e as centenárias bandas de músicas. Para aquecer ainda mais o clima, a cidade tem um movimentado calendário de festas: Festa do Colonizador, Fest Truta, Festival de Inverno, Festival das Colônias, Festa de Queijos e Vinhos, Friburgo Festival, Festa da Arte e Festa Alemã, entre outras.
FONTE : ÊXITORIO


HISTÓRIA
A colonização do território pertencente aos Municípios de Nova Friburgo e Cantagalo data do reinado de D. João VI, que autorizou, em 1818, a vinda de 100 famílias suíças, oriundas do cantão de Friburgo, para criação de uma “colônia”.
Nomeado inspetor da povoação recém-formada, o Monsenhor Pedro Machado de Miranda Malheiros, instalou a sede da colônia, sob a denominação de Nova Friburgo, em vista da procedência dos colonizadores. As primeiras levas de colonos suíços chegaram, em número de 30 famílias, em fins de 1819 e começos de 1820, depois de serem construídos os edifícios imprescindíveis à vida da colônia.
A 3 de janeiro de 1820, considerando o progresso da colônia, baixou o governo alvará que concedia a Nova Friburgo predicamento de “Vila” e desmembrava suas terras da área de Cantagalo. A instalação da Vila verificou-se aos 17 de abril do mesmo ano, localizando-se a sede na povoação do Morro Queimado.
Em 1823, foi incumbido o major George Antônio Scheffer de contratar na Alemanha a vinda de novos imigrantes para o Brasil, destinados às colônias de Leopoldina e Frankenthal, fundadas na Bahia em 1816. Os colonos foram desviados, porém, desses destinos e, por motivos ignorados, encaminhados para Nova Friburgo, onde chegaram a 3 de maio de 1824.
Em 1831, terminou o sistema de administração especial da colônia, passando sua gestão à competência da Câmara da Vila. Mais tarde, com a chegada de imigrantes italianos, portugueses e sírios, acentuou-se o progresso da localidade, que a 8 de janeiro de 1890 era elevada à categoria de cidade.
A partir de então, tem sido incessante o progresso de Nova Friburgo, determinado pela implantação de indústrias e pela afluência de turistas atraídos pela beleza natural da zona montanhosa e salubridade do clima privilegiado.
Gentílico: friburguense
FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA Freguesia criada com a denominação de Nova Friburgo, pelo decreto de 03-01-1821, subordinado ao município de Cantagalo.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Nova Friburgo, por Alvará de 03-01-1820, desmembrado do termo da antiga Vila de Cantagalo. Sede na antiga povoação de Morro Queimado. Instalado em 17-04-1820.
Pela deliberação de 18-10-1889, é criado o distrito de Lumiar e anexado à vila de Nova Friburgo. Pela deliberação de 08-08-1890, o distrito de Lumiar passou a denominar-se São Pedro.
Recebeu foros de cidade com a denominação de São Lumiar, pelo decreto estadual nº 34, de 08-01-1890, estaduais nºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, transferindo novamente a Freguesia da Povoação de São Pedro para Lumiar.
Pela lei estadual nº 519, de 17-12-1901, o distrito de Lumiar voltou a denominar-se São Pedro.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município de Nova Friburgo é constituído de 2 distritos: Nova Friburgo e São Pedro.
Pela lei estadual nº 1242, de 22-02-1915, o distrito de São Pedro volta a denominar-se Lumiar.
Pela lei estadual nº 1809, de 25-01-1924, são criados os distritos de Amparo, Terras Frias e Estação do Rio Grande, e anexado ao município de Nova Friburgo.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Nova Friburgo é constituído de 5 distritos: Nova Friburgo, Amparo, Estação do Rio Grande, Lumiar e Terras Frias.
Assim permanecendo em divisões territoriais datada de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo decreto-lei estadual nº 392-A, de 31-03-1938, o distrito de Terras Frias passou a denominar-se Campo do Coelho e Estação Rio Grande a denominar-se simplesmente Rio Grande.
Pelo decreto estadual nº 641, de 15-12-1938, o distrito de Amparo passou a denominar-se Refúgio.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Nova Friburgo, Campo do Coelho ex-Terras Frias, Lumiar, Refúgio ex-Amparo e Rio Grande ex-Estação Rio Grande.
Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, o distrito de Rio Grande passou a denominar-se Riograndina.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Nova Friburgo, Campo do Coelho, Lumiar, Refúgio e Riograndina ex-Rio Grande.
Pela lei estadual nº 1428, de 07-01-1952, é criado o distrito de Conselheiro Paulino ex-povoado e anexado ao município de Nova Friburgo.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 6 distritos: Nova Friburgo, Amparo ex-Refugio, Campo Coelho, Conselheiro Paulino, Lumiar e Riograndina.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1983.
Pela lei estadual nº 1363, de 12-10-1988, homologado pela lei municipal nº 2107, de 02-04-1987, é criado o distrito de São Pedro da Serra, com área formada com parte dos distritos de Amparo e Lumiar anexado ao município de Nova Friburgo.
Em “Síntese” de 31-XII-1994, o município é constituído de 7 distritos: Nova Friburgo, Amparo, Campo do Coelho, Conselheiro Paulino, Lumiar, Riograndina e São Pedro da Serra.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.